Como amenizar os sintomas da alergia da primavera

Por incrível que pareça, na primavera, nem tudo são flores. Quem já possui rinite ou sinusite, geralmente, se vê com sintomas da alergia respiratória nessa estação. 

Mas, seguindo algumas recomendações, é possível controlar as queixas e ter sim qualidade de vida nesse período. Leia mais!

Quais são os sintomas da alergia da primavera?

Toda alergia, seja qual for a substância que gera a crise, consiste em uma resposta exagerada do sistema imunológico.

Os reagentes mais comuns são a poeira, os fungos, os pelos de animais e também o pólen — que costuma se desprender bastante durante a primavera. Por isso que, nessa estação do ano, condições como rinite, sinusite e asma “atacam”, tornando-se ativas novamente.

Lembrando que o pólen pode estar mais próximo do que você imagina, pois ele está presente no capim, na grama, em pinheiros, salgueiros e ervas como dente-de-leão e crisântemo. 

Além do problema do pólen no ar, nesse período, também ocorre um aumento na quantidade de fungos, ácaros e outros microrganismos, sobretudo pela temperatura amena associada à baixa umidade.

Quem mora na região central do país ainda deve lidar com o agravante das queimadas, que também prejudicam a qualidade do ar.

Por isso que, entre o final de setembro e início de outubro, na estação mais florida do ano, muitas pessoas acabam se queixando de sintomas como estes:

  • coceira no nariz e nos olhos;
  • coriza;
  • irritação nos olhos e lacrimejamento;
  • tosse;
  • dores de cabeça;
  • rouquidão;
  • ressecamento na garganta;
  • congestão nasal;
  • espirros.

Quanto tempo pode durar uma reação alérgica?

A alergia primaveril costuma durar de 7 a 10 dias, o que pode variar com o próprio clima da localidade.

Inclusive, os sintomas da alergia, muito parecidos com os de um resfriado, também se confundem com o da Covid-19. Na dúvida, tente fazer um teste na farmácia já que, se der positivo, você saberá quais as recomendações corretas a seguir.

O que fazer para aliviar os sintomas da alergia?

Algumas medidas podem reduzir o contato com o pólen ou ainda prevenir a reação alérgica. Veja quais são.

Lave o nariz com soro

A lavagem do nariz ajuda a manter as vias áreas hidratadas, além de remover impurezas e o próprio pólen, ácaros e outras substâncias que ficam retidas nas narinas. 

É interessante fazer essa higienização pelo menos três vezes por dia e com soro fisiológico isotônico.

Aplique colírio lubrificante nos olhos

É normal que a baixa umidade cause secura e ardência nos olhos, mesmo que não haja uma crise alérgica associada. Por isso, pingue uma gota de colírio lubrificante em ambos os olhos para ter alívio. 

Não é necessário pingar mais de uma gota, pois é desperdício. E se houver conservantes no produto, evite aplicar mais que duas vezes em um dia. 

Use óculos de sol ao sair de casa

O óculos de sol pode auxiliar como se fosse uma barreira física entre os seus olhos e o pólen suspenso no ar. Ao sair de casa, se possível, também verifique a contagem de pólen que, às vezes, é divulgada nas mídias.

Além disso, o próprio vento, barrado pelo óculos, também pode irritar os olhos, que já se sensibilizam por causa das alergias respiratórias.

Tenha cautela com produtos de limpeza

Alguns produtos de limpeza podem irritar a mucosa nasal. Os amaciantes, por exemplo, tendem a ressecar os tecidos. Se você utiliza máscaras faciais de pano, evite usar esse produto na lavagem.

Uma opção é substituir os produtos tradicionais pelos biodegradáveis que, geralmente, provocam menos irritação. 

Beba mais líquidos

Além de hidratar o nariz, o organismo, como um todo, se beneficia da hidratação. 

Logo, tente beber água na quantidade adequada e dê preferência por alimentos com mais água, como melancia e tomate.

Evite ligar o ar-condicionado

O aparelho de ar-condicionado resseca bastante o ar e, como você pode imaginar, piora os sintomas da alergia. 

Uma alternativa é utilizar o ventilador, pois a ventilação ajuda também a diminuir os ácaros e fungos do ambiente, além de ser mais econômico.

Muitas pessoas têm sintomas da alergia durante a primavera. Mas, ao se cuidar, é possível aliviar os sintomas e curtir os visuais primaveris da estação. 

E aí, foi útil conhecer essas dicas que amenizam as alergias? Se você busca um tratamento individual e resolutivo, marque sua consulta em uma das nossas unidades!

0 0 votos
Article Rating
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários