Implante coclear: quando é indicado e como funciona?

Já ouviu falar de implante coclear, mas ainda não entende como ele funciona? Então você chegou ao lugar certo.

O implante é um pequeno aparelho em que, parte dele, é implantado cirurgicamente na cabeça do paciente. Esse dispositivo possui uma tecnologia transformadora, capaz de fazer pacientes que não ouvem som algum, voltar a ouvir.

Aqui, neste texto, você poderá entender as indicações, o funcionamento e se essa cirurgia vale a pena. Se interessou? Vamos lá!

Quando é indicado o implante coclear?

O implante coclear (IC) é uma prótese eletrônica que, por meio de uma cirurgia, é colocada no ouvido interno. 

No geral, o dispositivo é indicado para casos mais graves, quando não há uma percepção insuficiente dos sons. Mesmo quando eles são amplificados por meio de um aparelho auditivo comum.

Isso pode acontecer, por exemplo, pelo uso indiscriminado de antibióticos, doenças genéticas e outros problemas de saúde.

Em um sistema auditivo funcional, a cóclea — um pequeno osso em forma de concha de caracol —  tem a função de transformar a vibração dos outros pequenos ossos do ouvido em sinais elétricos, destinados ao cérebro.

Quando a pessoa apresenta uma grande perda auditiva, ela pode ser elegível para o uso do ‘ouvido biônico’. 

Conheça as indicações, segundo o Ministério da Saúde:

  • surdez bilateral profunda, com domínio de um código linguístico;
  • ausência de resposta ao tratamento com o aparelho auditivo;
  • adequação e motivação ao uso do IC (experiência com aparelhos, família preparada para o uso do implante, etc.).

Vale lembrar que a idade mínima para essa opção de tratamento, normalmente, é de 6 anos de idade. Porém, nos casos de surdez congênita, é possível fazer a cirurgia a partir de 1 ano.

São poucas as contraindicações, como alguma outra razão de saúde (doença cardiológica não controlada, por exemplo), falta de reabilitação pelo método oral e alteração no nervo coclear. 

Como o aparelho funciona?

Podemos dividir o implante coclear em duas partes principais:

Região externa

É a parte que fica na superfície da cabeça do paciente, semelhante a um aparelho auditivo tradicional. Ela recebe o som, como se fosse um microfone, converte em impulsos elétricos e transmite-os através da pele para a região interna do IC.

Região interna

É a porção implantada cirurgicamente no paciente. É composto por um receptor, que fica abaixo da pele, e um grupo de eletrodos, localizado na região interna do ouvido — que cumpre o papel da cóclea, lembra?

A corrente recebida pela porção externa do implante, então, chega à parte interna e o paciente ouve melhor.

Como é feita a cirurgia de implante coclear?

O paciente é internado no dia anterior ao procedimento cirúrgico e a implantação do IC é geralmente simples, feita por meio de uma incisão atrás da orelha. É considerada uma cirurgia pouco invasiva.

A operação dura cerca de duas horas, é feita com anestesia geral e o paciente recebe alta no dia seguinte. Veja como funciona o pós:

  • retirada do curativo: dois dias após a cirurgia;
  • remoção dos pontos: uma semana após;
  • ativação do implante coclear: depois da cicatrização.

Vale a pena realizar essa cirurgia? 

Pacientes com grave perda auditiva enfrentam uma série de problemas no dia a dia e, alguns deles, também afetam os familiares. São muitas as dificuldades: controlar a voz, ouvir a torneira pingar, fechar portas sem bater com tanta força, entre outros.

Mas essas dificuldades são praticamente solucionadas por meio do implante, que devolve a capacidade auditiva.

Uma das poucas desvantagens do aparelho, segundo relatos, é de que a percepção dos sons se torna um pouco metalizada, como se fosse robótica. O que faz sentido, já que a região interna funciona como um computador, que processa os sons.

Mas esses mesmos pacientes entendem que essa limitação é só um detalhe, o qual não se compara com o benefício de ter de volta a capacidade de ouvir.

Neste artigo, você viu que o implante coclear não é uma opção terapêutica tão incomum. Apesar de envolver um procedimento cirúrgico, o tratamento proporciona resultados transformadores. Por isso, é importante buscar ajuda especializada em qualquer caso de surdez, pois há possibilidades de recuperá-la.

E você, esclareceu as suas dúvidas quanto ao implante coclear? Se ainda ficou alguma, deixe o seu comentário logo aqui abaixo!

0 0 votos
Article Rating
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários